02 março 2008

Regresso...

fascinado por concordar com Francisco Louçã: "O filho do rico e o filho do pobre devem ser tratados da mesma maneira (pelo SNS). Porque as pessoas já pagaram de forma diferente nos impostos." Nos dias que correm, é um rasgo de lucidez.

2 comentários:

PDuarte disse...

Sem dúvida.
É quase como ter legitimidade para se dar valor à vida só por que se é pai.
Um abraço.

padeiradealjubarota disse...

Ora bem, desta estamos todos de acordo com o padreco Louçã.