22 outubro 2007

Desconcertante

Vejo Menezes na televisão, em plena Cova da Moura. Fala directo a quem o vê, não receia a câmara, não fala de cor. Leva os filhos e explica porquê (por não ter outro tempo para estar com eles). Sorri sem demasia e fala sem irritação.

Leio Menezes nos jornais (e na Lusa), falando de vários assuntos. Um deles refere-se à revisão das leis laborais, que se promete para breve. Fala da necessidade de consensos políticos. Mas não de pactos. Faz-me lembrar Marcelo, glosado pelos Gato Fedorento, naquele magnífico sketch sobre o aborto.

Este Menezes é estranho. Terá conserto?

1 comentário:

Benidorm disse...

O Menezes não nasceu em Portugal? Num país de cunhas o que esperavas?