20 agosto 2006

Porquê "crucificar" Carlos Sousa?

O ainda presidente da Câmara de Setúbal confirmou a promessa que sobre ele pairava e fez um bom trabalho em Palmela. De tal forma que foi o às de copas com que o PCP lançou o assalto a Setúbal contra o "mata-cacerismo" que reinava neste antigo bastião comunista. Conquistar Setúbal significou para o pê-cê de Carvalhas mais um passo na recuperação da muralha de aço e um litro de oxigénio contra a secura eleitoral em que estavam os comunistas depois de Cunhal. Carlos Sousa cumpriu, chegou, viu e venceu.
Nos primeiros quatros anos, com a corda na garganta e os anéis hipotecados pelo antecessor, geriu batatas quentes até as arrefecer. Hoje, um ano depois da reeleição, foi denunciado, pelos comparsas que fazem uma "análise negativa do seu trabalho" e o acusam de falta de coordenação política. Bull-shit! Na Soeiro Pereira Gomes já se sabe que o pior está para vir porque os "radares" detectaram, nas margens do Sado, a sombra de uma senhora com olhos vendados e uma balança na mão ...

6 comentários:

xupa disse...

e se fosses apanhar no cu pra via-norte?

FT disse...

Boa! Recomendamos sempre os locais onde somos bem tratamos. Mas não vou aceitar o convite. Muito obrigado na mesma

xupa disse...

... ai que a hipocrisia é dura!

FT disse...

A sua, naturalmente.

xupa disse...

E que tal ser menos hipocrita!?

Porque caralho é que os direitistas de merda, simpatizam com qualquer comunista que seja afastado do partido, não importando a razão???

é um pensamento um bocado linear não?

Anónimo disse...

sou de direita e tinha votado nele.

fui democraticamente defraudado.

quem são os que para la vão? com o meu voto? Não votei neles.