28 fevereiro 2005

O iberista não dorme

O Luís anda em provocações. Vou espantá-lo ao dizer que senti exactamente o mesmo que ele quando Mourinho venceu ontem o seu primeiro título em Inglaterra.

É português, sim senhor. Tenho orgulho, pois claro. Mas não porque Mourinho é um treinador português. Só e apenas porque é português e profissional. Gosto de nos ver ganhar, mas o orgulho só vem quando é merecido. É o caso.

P.S. Giro giro, para o nosso orgulho luso, é ver que o Benfica e o Sporting, nossos clubes, deixaram fugir o melhor do mundo para o Porto e, depois, para Inglaterra. Não há nada, infelizmente, mais português. Que Mourinho sirva de exemplo.

1 comentário:

Ministério Público disse...

O iberismo é admitir a derrota. É admitir que somos uma sociedade de merda. Temos de a mudar por nós próprios. Temos de limpar n´so próprios a porcaria da snossas vidas.

Cumprimentos